COMPARTILHAR

8 novas drogas que estão se espalhando pelo mundo

Krokodil, maconha sintética, special-k, DOB, pó de anjo, flakka, miau miau e NBOMe – conheça essas novas drogas e saiba como elas agem no corpo

Krokodil, pó de anjo, flakka, miau miau, NBOMe… Uma nova leva de substâncias psicoativas produzidas em laboratórios clandestinos tem causado preocupação no mundo todo. Consumidas principalmente por jovens, são drogas sintéticas que reproduzem os efeitos da maconha, da cocaína e da heroína, mas com um detalhe: são muito mais potentes do que as substâncias originais e têm efeitos bem mais danosos para a saúde. Para piorar, ainda existem poucos estudos científicos sobre seus efeitos a longo prazo. Entenda por que elas dificilmente irão fazer sua cabeça.

(Lambuja/Mundo Estranho)

1) NBOME

MÉTODO DE CONSUMO: Papéis sob a língua
PREÇO: R$ 30 a R$ 40 o selo
DESCRIÇÃO: É um potente psicodélico com efeitos semelhantes aos do LSD. Há mais de uma dezena de tipos de NBOMe. A droga começou a ser vendida pela internet em 2010
O “BARATO”: provoca forte alteração na consciência, alucinações visuais e sonoras, euforia e sentimentos de amor
AÇÃO NO CORPO: além de provocar surtos paranoicos, a droga causa taquicardia, hipertensão e convulsão e pode levar à insuficiência renal aguda. Dois selos já podem causar uma overdose.

2) PÓ DE ANJO

MÉTODO DE CONSUMO: Fumo, ingestão ou injeção
PREÇO: US$ 20 a US$ 30 o grama
DESCRIÇÃO: Quando foi criada nos anos 1950, era usada como anestésico. Mas seu uso médico foi interrompido por causar delírios e surtos psicóticos em alguns pacientes. A partir da década de 1970, tornou-se uma droga de rua. Ela tem a forma de um pó cristalino branco
O “BARATO”: o consumo em baixas doses (1 a 5 mg) provoca uma sensação de embriaguez acompanhada de relaxamento, sensação de desligamento da realidade, falta de coordenação motora, dificuldade de concentração e alucinação
AÇÃO NO CORPO: penetra nos depósitos de gordura do corpo, o que aumenta seu tempo de ação. Pode alterar o ritmo cardíaco e a pressão, aumentando as chances de AVC

3) MACONHA SINTÉTICA

MÉTODO DE CONSUMO: fumo
PREÇO: R$ 30 o grama
DESCRIÇÃO: É produzida a partir de uma base formada por plantas aromáticas (capim moído, ervas finas, etc.). Essa base recebe uma solução líquida de moléculas sintéticas com atividade farmacológica similar à do tetraidrocanabinol (THC), o princípio ativo da maconha
O “BARATO”: tem efeitos semelhantes aos da maconha convencional, porém bem mais intensos. Provoca relaxamento, mudança de humor e alteração de percepção
AÇÃO NO CORPO: pode causar hipotermia e redução de sensibilidade no corpo. O uso abusivo pode levar a convulsões e lesões nos rins

4) KROKODIL

MÉTODO DE CONSUMO: Injeção
PREÇO: US$ 6 a US$ 8 a injeção
DESCRIÇÃO: É um tipo de heroína sintética e foi criada para uso médico em 1932 na União Soviética com o nome de desomorfina. Seu emprego recreacional começou nos anos 2000. A região do corpo onde é injetada fica grossa, escurecida e esverdeada, descamando como se fosse a pele de um crocodilo
O “BARATO”: provoca um estado profundo de letargia e relaxamento, mas seu efeito é de curta duração (cerca de duas horas), o que potencializa o consumo
AÇÃO NO CORPO: causa danos severos aos vasos sanguíneos e tecidos dos locais onde é aplicada, provocando necrose e gangrena. Há risco de inflamações ósseas e amputação de membros afetados

5) SPECIAL-K

MÉTODO DE CONSUMO: Inalação (pó), injeção ou comprimidos
PREÇO: R$ 25 a cápsula ou R$ 32 a ampola
DESCRIÇÃO: É feita a partir de um medicamento anestésico usado em cavalos e em seres humanos, a quetamina. Sintetizada pela primeira vez em 1962, foi empregada na Guerra do Vietnã para aliviar a dor de feridos
O “BARATO”: seu consumo produz uma leve sedação e pensamentos fantasiosos (como num sonho), diminuição da atividade motora e alterações de humor. Usuários também relatam sensação de estar fora do próprio corpo
AÇÃO NO CORPO: o abuso da substância pode levar ao aumento da temperatura corpórea com danos aos músculos, rins e fígado

6) MIAU MIAU

MÉTODO DE CONSUMO: Fumo, inalação, ingestão ou injeção
PREÇO: £ 15 o grama
DESCRIÇÃO: Prima da flakka, esta droga faz parte da família dos sais de banho. Produzida a partir de um estimulante de ação rápida, a mefedrona, ela costuma ser encontrada na forma de um pó branco e é vendida na internet como fertilizante de planta
O “BARATO”: ela provoca no corpo a sensação equivalente à de um coquetel de cocaína com ecstasy. Há um aumento de euforia e agitação. Também podem ocorrer alucinações
AÇÃO NO CORPO: o abuso de miau miau pode causar efeitos colaterais graves, como paranoia extrema, alucinações, ataques cardíacos e surtos de esquizofrenia, especialmente se o usuário sofrer de doença mental

7) FLAKKA

MÉTODO DE CONSUMO: Fumo, inalação, injeção ou ingestão
PREÇO: US$ 5 a dose
DESCRIÇÃO: Barata e com efeitos alucinógenos, é um tipo de sal de banho, nome dado a um vasto grupo de drogas sintéticas com formato parecido ao de pequenos cristais. Os sais de banho são feitos a partir de substâncias quimicamente semelhantes à catinona, composto obtido a partir do arbusto africano khat (Catha edulis)
O “BARATO”: libera dopamina e serotonina, dois neurotransmissores associados a sentimentos de prazer e euforia. Em grandes quantidades, pode gerar delírio intenso
AÇÃO NO CORPO: eleva a temperatura do corpo para mais de 40 graus (hipertermia), o que pode danificar para sempre os rins. Também causa taquicardia e aumento da pressão arterial

8) DOB

MÉTODO DE CONSUMO: Ingestão ou papel sob a língua
PREÇO: R$ 200 o selo
DESCRIÇÃO: É uma substância psicoativa derivada das anfetaminas (droga estimulante do sistema nervoso central) acrescentada de um átomo de bromo. Similar ao ecstasy, é normalmente vendida em cápsulas transparentes com capacidade para 500 mg, mas que contêm apenas entre 1 e 1,5 mg da substância – daí seu apelido, “cápsula de vento”
O “BARATO”: proporciona alucinações visuais, auditivas e táteis, aceleração do pensamento e a chamada sinestesia, situação em que as cores têm som e os sons têm cor. Pode estimular acessos irracionais de violência
AÇÃO NO CORPO: em altas doses, produz perda de memória, náuseas e causa espasmos musculares dos membros inferiores

(Lambuja/Mundo Estranho)

COMO FUNCIONA UM PSICOATIVO NO CÉREBRO

1. Nosso cérebro é formado por bilhões de neurônios, que enviam e recebem mensagens na forma de sinais elétricos e estímulos químicos, promovendo a passagem de informação. Os neurônios são divididos basicamente em três partes: corpo celular, axônios e dendritos

2. Com a forma que lembra uma longa cauda, o axônio é responsável pela transmissão dos impulsos elétricos e químicos, que são recebidos pelo dendrito de outro neurônio (a chamada sinapse). Os neurônios nunca se tocam e, entre eles, existe um espaço chamado fenda sináptica

3. Essas substâncias liberadas são chamadas de neurotransmissores. As drogas, por serem moléculas químicas, agem exatamente sobre essa comunicação entre os neurônios, alterando a atuação dos neurotransmissores


Fonte: Mundo Estranho

Comentários

Posts Relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva seu comentário
Por favor coloque seu nome aqui