COMPARTILHAR

Cientistas descobrem bactéria que pode prolongar a vida até os 120 anos

Uma equipe de pesquisadores, formada por especialistas da Universidade Nacional de Rosário e do CONICET (Consejo Nacional de Investigaciones Científicas y Técnicas), na Argentina, provaram que a bactéria Bacillus subtilis previne doenças e retarda o envelhecimento.

O estudo revelou que essa bactéria probiótica não só afeta positivamente o sistema imunológico como também age diretamente sobre a longevidade. Embora seus efeitos fossem conhecidos, somente agora  eles puderam ser pesquisados nos vermes nematódeos Caenorhabditis elegans, organismos que possuem as mesmas enzimas regulatórias dos seres humanos.

Roberto Grau, responsável pela pesquisa, explicou que essa bactéria, além de prolongar a vida do nematódeo, também mantém sua vitalidade. “Isso, em seres humanos, significaria uma vida para além dos 120 anos com a vitalidade de uma pessoa de 50”,  afirmou.

Diferentemente de outras bactérias, esse probiótico não necessita de refrigeração para manter seus efeitos positivos. “Além disso, tem a particularidade de gerar um tipo de célula altamente resistente chamada esporo que, depois de consumida, germina e dá origem a bactérias probióticas ativas, as quais produzem efeitos benéficos”, acrescentou o especialista.


Fonte: Todo Ciência
Comentários

Posts Relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva seu comentário
Por favor coloque seu nome aqui